Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

A MULHER MODERNA III

       A MULHER MODERNA III

 

    Estou arrependido de ter iniciado esta trilogia de mal dizer, mas o orgulho, o maldito, obriga-me a acabar a tarefa.

 

    Esperava uma muito maior participação da mulher dos nossos tempos na vida pública, uma intervenção na “re publica”, que estivesse de acordo com:

 

  • O seu inegável cocktail de inteligência e sensibilidade
  • A sua expressão demográfica
  • A sua preponderância cultural

 

    Se os dois primeiros pontos me parecem inquestionáveis, talvez o terceiro precise de ligeira explicação, explicação que vou afinal pôr sob a forma de pergunta: Sabem qual é a percentagem de frequência feminina nas universidades? E há quanto tempo essa frequência já ultrapassa sistematicamente a masculina??? Talvez ainda não tenha decorrido tempo suficiente para os “ velhos do poder” se irem embora, e, portanto a dominância ainda é masculina, mas.....temos hoje uma população feminina culta, que não existia há umas décadas atrás.

    Todavia, não vejo essa população feminina culta interessar-se pela vida pública....curiosamente é mais fácil encontrar uma mulher com a quarta classe ou menos numa manifestação qualquer do que uma licenciada a tomar iniciativas de afirmação política.....PORQUÊ??? Isso da política é chato e elas estão muito bem como estão??? Ou o homem conseguiu, em Portugal, estabelecer uma barreira invisível????. Ou isso da política é demasiado sujo para as suas delicadas mãos??? Não sei... talvez cada uma tenha as suas razões.....Não é que eu queira uma população de Golda(s) Meir ou Margarette(s) Tatcher, mas acho que a participação da mulher nas coisas públicas não está de modo nenhum de acordo com a sua actual condição e ambições....ou não tem ambições de poder???

(pode bem acontecer....)

    No governo de Zapatero, o número de ministras excede o de ministros..... mas não acredito que Zapatero tenha ido buscar umas  “fulanas quaisquer”, ( desculpem a vulgaridade da  linguagem...), mas sim mulheres talhadas pelo seu passado e vivência , para as tarefas de governação.

Gostaria de ver a mesma coisa em Portugal.....Quando disse á minha filha para se interessar pela política, (ela até tem boas condições...), ela reagiu como se eu lhe estivesse a propor uma imundice...Talvez o seja agora, por isso mesmo era importante uma boa limpeza feminina.....Mas tenho mais esperança na minha netinha que tem três anos e um mês....porquê? Ela acabou de entrar pelo escritório dentro, viu que eu estava a escrever e disse-me impecavelmente, de dedo indicador no ar: Vovô, agora estás a escrever, mas quando acabares eu tenho que vir aqui falar contigo.....!?!?!?!?. E aqui estou, á espera, sinceramente apreensivo.

 

     QUE AS MULHERES ME PERDOEM ESTA SÉRIE DE DISPARATES SOBRE ELAS, MAS BEM SABEM:

 QUERE-SE SEMPRE MAIS DE QUEM SE GOSTA MAIS   

 

publicado por mochovelho às 18:34
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

mais sobre mim


ver perfil

. 1 seguidor

pesquisar

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

AS APLICAÇOES PRÁTICAS D...

DESCRIMINAÇÃO

VIVA A BADERNA

HAVERÁ TERCEIRA VIA??

Há terceira via??????

O PADROEIRO

EMÉTICO

ACUDAM !!!!!

...

BIBA!BIBA!BIBA!

TERRORISMO E PRESERVATIVO...

A CRISE

DISCIPLINA

O QUE SERÁ?

O REGRESSO DOS ABUTRES

O IMOBILIÁRIO

A CRISE

QUE TAL....

Aonde vamos????

DUARTE de ALMEIDA

arquivos

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links

blogs SAPO

subscrever feeds