Domingo, 29 de Junho de 2008

DESAFIO A DOIS TECLADOS.....

                          DESAFIO

Eu Mochovelho e o Neoabjeccionismo lançamos um desafio a todos, todas, nossos amigos e amigas, ou a quem nos visitar, que ache interessante responder de si ás seis questões pertinentes colocadas por nós. E em que os comentários podem ser cruzados por entre todos os intervenientes.

 Três destas questões, as colocadas pelo, Neoabjeccionismo ,serão editadas neste blog. As três outras, colocadas por eu próprio, serão colocadas no blog do Neoabjeccionismo.( http://neoabjeccionismo.blogs.sapo.pt/

 

Esperamos a vossa participação com a alegria que vos, nos é própria, e aqui estão as questões do Neoabjeccionista:

 

                            DESAFIO

1-São os governos  que governam os povos ou os lobies da economia global?....................................

2-As mulheres deviam exercer cargos de liderança politica, ou manterem-se nos bastidores?..............

3-As mulheres também pensam?..............................

 

 E aqui temos, este singelo desafio que tem o mérito , todavia de fazer com que as pessoas se interroguem a si próprias acerca de questões polémicas. Desde já muito obrigado pela vossa colaboração.

( nota: acho que podem responder mantendo o anonimato se assim o desejarem.....)

 

 

publicado por mochovelho às 19:10
link do post | comentar | favorito
29 comentários:
De sunshine a 30 de Junho de 2008 às 19:52
Questões destas à 2ª feira! Estou cansada do fim de semana, custa-me a pensar, mas vamos lá!
São os lobies, sempre foram e serão, porque são demasiados poderosos!
Claro que sim, todas as que demonstrassem competência para o fazer!
A última é demasiado provocatória, Neo, que queres que te responda? As mulheres não são acéfalas, antes inteligentes e dotadas de uma enorme sensibilidade. Pensam e muito! Como te surge uma questão destas? Estou a morrer de curiosidade!
Beijinhos
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 00:46
Sunshine.
Se há Deus, que Deus me valha, minha amiga.
A segunda feira foi sempre, para mim, o melhor dia da semana, talvez por permitir que começasse tudo de novo.
1 - Os lobbies são uma fatalidade ou será que a mulher e o homem, não já divididos, mas pensantes de si como evidência da vida, se ousarem criar uma nova dinâmica, assente na justa repartição da riqueza gerada, poderão por em causa esta pretensa fatalidade e criar uma nova ordem, onde as ditaduras, a injustiça, a fome e o desespero não tenham lugar?
Será que, se ousarmos pensar, poderemos evitar a extinção continuada de espécies animais e a destruição ambiental do Planeta?
2- Mas estará a mulher interessada em abandonar o lugar confortável de dominar do lado de fora da realidade, e ser protagonista das suas próprias maquinações, assumindo a responsabilidade directa de ser líder?
3 - Este as mulheres também pensam, é um pensar interiorizado e exteriorizado do ser mulher .Se se pensa como uma evidência do ser, se se atribui a importância de assumir a essência de si e não permitir que a usem, o seu corpo, para promoção do lucro fácil.
Beijos
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 21:28
Bem, como não sou o autor destas perguntas terei que responder , e já:

1- Não sei bem onde acabam e onde começam os poders político e económico...mas lá que dormem na mesma cama dormem sim senhor....Eu já vi.....Foi um nojo.
2 - Ter as mulheres como eminências pardas de certos poderes é uma situação rara ainda mas actual, que de certo modo ficaria bem no "Principe" de Maquiavel....KKKK! Mas acho que devem mostrar-se, devem arrostar com os aspectos positivos e negativos do poder. E nesse campo temos na história recente mulheres de muita coragem......
3- As mulheres pensam e bem, ( nem todas claro...nisso acontece a mesma coisa que acontece com os homens), todavia ás vezes parecem sofrer de um ataque de hormonite, hormonose, (á vossa escolha), e deitam fora tudo o que pensaram para seguir um impulso, um sentimento......
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 01:27
mochovelho.
1 - São lobbies poderosos porque lhes demos o poder. temos o hábito de ficar pasmados ante o aparato do que elegemos como poder. Mas a verdadeira força é o conjunto disperso de nós.
2 - As mulheres vão continuar a manobrar na sombra. mas nota-se uma evolução de mulheres cada vez mais interessadas em serem reconhecidas como interventores no processo de mutação das novas formas de viver.
3 - As pessoa pensam erradamente, que pensar é dizer, eu penso...
A maior parte das vezes diz-se a frase sequer sem a pensar, como um automatismo. Um médico pensa uma intervenção com tempo. Se for uma urgência, a intervenção não é pensada, é um acto de emergência médica, em que tudo pode acontecer.
Se se pensa logo se existe. Mas pensar num êxtase de si.
De dias_descontinuados a 30 de Junho de 2008 às 22:30
1-os governos desgovernam os povos segundo o lobies da pobre economia global.

2-nenhuma mulher se devia manter nos bastidores, são tão ou mais competentes que os homens para exercerem cargos de liderança politica. Para uma sociedade que se diz tão actual e civilizada as questões 'sexistas' já deveriam ter terminado há muito.

3-e os homens pensam?

(no fim gostaria de ver o tratamento de dados deste desafio XD)
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 02:02
Dias_descontinuados.
É com um sorriso que te vejo surgir imponente no porte brioso de ser mulher. E é um sorriso de esperança, este que me entreabre os lábios. E sem descontinuidades...
Tens a percepção da realidade quando falas em pobre economia. É um jogo de farsantes, sem ética, sem valores firmes. Um jogo que se joga para além dos limites da decência e cujas regras se alteram de acordo com as leis do mercado. Como se houvesse leis em abstracto. Como se houvesse mercado ou o mercado fosse uma entidade activa, existencial.
Sobre o ponto 2, só posso estar de acordo contigo. Diria que falas como uma dirigente.
A questão sexista será que é mesmo uma questão a resolver, ou ela esbarra nesse encanto romântico que faz um homem pensar da mulher como um ser frágil que carece de protecção e na mulher, essa necessidade de ser exacerbada no culto da paixão e do amor?
A 3ª posição, parece polémica, pode até ter sido mal colocada, mas digo-te que os homens idem.
Se os homens e as mulheres pensassem, se parassem alguns momentos para se reflectirem de si, não deixariam, por certo, cometer as atrocidades que se cometem contra a sua ascensão como seres, a sua perfeição continuada.
Amiga, uma sugestão, independentemente de haver outras sugestões, convido-te a assumires a direcção do tratamento de dados. Aceitas? Ficaria muito feliz. Isto se tiveres um pouco do teu tempo.
De dias_descontinuados a 1 de Julho de 2008 às 16:17
Desde já agradeço o convite para o tratamento de dados...Apesar de não ser essa a minha área profissional não me importo de aceitar este desafio. Só peço que me avisem quando 'fecharem' o questionário para que possa chegar a conclusões verdadeiras.

Mais uma vez, Obrigada pela confiança.

***
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 16:49
dias_descontinuados.
Este haver desafios dentro do desafio, é como uma mulher e um homem à descoberta do seu traço de união.
Fico feliz por teres aceite.
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 23:41
RESPOSTA A NEOABJECCIONISTA:
1- O suicidio não é apenas uma desistência....muitas vezes é uma fuga. Aliás penso que é muito mais uma fuga, um acto de libertação que outra coisa qualquer
2- Meu caro , eu pedi : uma coisa concreta e definida
3 - A guerra pode ser um modo de provocar o desiquilibrio necessário ao movimento, neste caso o movimento que vai criando a história. A guerra tem que ser vista como um elemento da dinâmica( Física portanto), das sociedades e das nações. Mas lá que é horrível , é sim senhor.
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 23:46
RESPOSTA A CONTOS E LENDAS
1- perdeu os sentido de viver? Quem o garante? Talvez tenha um sentido de viver que não encontra á sua volta e por isso desiste
2- Tem a certeza de que , quando "partir" tal como todos nós , vai deixar amor em alguém?????Parabéns!
3- Refere-se ao amor na questão anterior, e com muito apreço por esse sentimento....OK! Acho bem, mas acha que o amor poderia existir se não existisse o seu contrário...o òdio??????
De contoselendas a 1 de Julho de 2008 às 00:04
Mochovelho o sentido de viver de que falas quantoao ponto 1 é uma fantasia, uma falsa espectativa ou um sonho realizavel ?....em que a pessoa se perdeu e nunca mais encontou um caminho e optando pelo suicidio como fuga - não a vida - mas ao não encontro do sentido para ela.

Quanto ao ponto dois quem dá seja amor ou o q for será lembrado pela suas acções ou não sera assim. Sabes quem foi Gandhi e Hitler?

O Amor pode existir sem o ódio ou será que uma mãe ama um filho porque odeia outro alguem? O Amor acreditasse erradamente como contrario do ódio. Errado. O amor é Amizade, compreenção, Aceitação, etc. Poderias dizer o ódio é o contrario destes sentimentos. Respondo: é preciso dia para saberes que é noite e vice-versa julgo que não.

Ama serás Amado.

Um Abraço

Contoselendas
De mochovelho a 1 de Julho de 2008 às 00:44
Óptimo.... temos polémica e interessante...Mas vamos assentar préviamente uma coisa:NENHUM DE NÓS TEM A VERDADE INTEIRA NO BOLSO. MAS JUNTOS PODEMOS DESCOBRIR MAIS QUE SÓZINHOS. é este o meu espirito quando discuto qualquer coisa e espero que seja o seu, e é de certeza.....

Contoselendas:
Há exemplos na história de índividuos que se suicidaram por razões filosóficas....( aminha memória já me falha...) , mas há! Todavia eu penso que na maioria dos casos é mais uma fuga, um acto de liberdade, do que um "Não valer a pena viver"......
Eu perguntei qual a melhor coisa , concreta e definida que podemos deixar neste mundo. A pergunta não é para pessoas que são excepções históricas.... Esqueci-me de Ghandi, Luther King, e tantos outros?Não!! E eles deixaram coisas concretas como sabemos..... Mas falo de mim e de si.....pessoas normais, não excepções....... que poderemos deixar?????
Nós teriamos consciencia do que é virtuoso se para cada coisa boa não existisse o seu contrário??? De modo nenhum..... e se você nascesse num planeta onde fosse sempre noite (desde sempre) saberia alguma vez o que seria "dia"? Alguma vez se poria á sua mente esse conceito???? Concerteza que não......Só sabemos que há um futuro , porque sabemos que houve um passado... os contrários estão presentes, não gostamos de alguns , obviamente, mas aqueles que gostamos só tem sentido porque existe o seu contrário.......( eu tal como você , abomino o ódio, mas, sem ele eu etria mais dificuldade de identificar o amor)
De contoselendas a 2 de Julho de 2008 às 04:28
Pessoas como Gandhi deixaram obra porque hoje as reconhecemos. No tempo dele poucos reconheciam ou reconheceram. Logo esse o facto de sermos “pessoas normais” actualmente. Ninguém ou poucos reconheceriam o que havíamos feito.
Actos concretos são todos aqueles que foram fruto do nosso amor, entrega por aquilo que acreditamos – esqueçamos: utopias, fantasias, falsas expectativas, etc. – e que os outros souberam reconhecer.
Acima de tudo devemos viver não para os outros reconhecer nossos actos mas viver porque gostamos de ser.
Sobre ter consciência dos opostos Amor/ Ódio, não existiria se não existissem os dois. Não sendo Obrigatória a existência prática – Acto – de um, no nosso espírito, para se praticar o outro. No entanto se não houvesse esse sentido de comparação a vida provavelmente seria um tédio. Vivia-se sem valores por mais que praticássemos os sentimentos “bons”.
O Suicídio.
Falar-se de suicídio, pessoalmente, é falar-se de algo bastante complexo. Existe o suicídio de alguém que por qualquer “motivo”, existe o suicídio do suicida enquanto terrorista, existe o suicídio dar a vida por algo\ alguem que acreditamos merecedores desse sacrifício. Explo: Dar a vida para permitir a alguém fugir ao assassino, etc. Os dois últimos que mencionei semelhantes pois tem a ver com cultura e valores. Na Grecia antiga havia a “Tragédia Grega” os actores morriam. Era aceite como natural. Cultura, Valores.
Os cientistas dessa área Psicologia/ Psiquiatria dizem, actualmente, que estes comportamentos são o resultado de alteração de comunicação no sistema neurológico, dos neurotransmissores que julgam ser os responsáveis por tais comportamentos. Existe também quem diga que a hereditariedade tem influencia - famílias a onde houve alguém que se suicidou, ou tentou, haverá maior predisposição para. Esse acto de autodestruição.
Por aqui se vê o quanto é complicadíssimo ter certezas ou chegar a um ponto de consenso ou à verdade.

Um Abraço

Contoselendas
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 13:06
Gostei desta resposta....pois considera a complexidade e a relatividade da vida e das pessoas.....Só queria chamar a atenção que eu não digo que para exitir "uma coisa" tem que existir o seu contrário". Não, não é isso que eu digo, mas há grandes pensadores que o dizem..., mas eu não sei, francamente. Com todas as minhas limitações , o que eu quero dizer é que nos apercebemos mais fácilmente de "uma coisa " quando tanbém existe o seu contrário, e talvez até a valorizemos mais se "conhecermos" o seu contrário,( como vitimas claro).... Éisto. Obrigado e cumprimentos.
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 23:53
RESPOSTA A SUNSHINE
1- O suicidio é daqueles assuntos que são sempre cinzentos. Gosto de vê-lo como sendo uma fuga aos que nos querem espartilhar fisica e moralmente.
2- Esta´no bom caminho minha amiga,..... foi quase iguala á minha resposta , quedarei mais tarde....
3- E esta hem! Há muitas diferenças de aspectos sentimentais , nomeadamente, mas muitas semelhanças entre as nossas respostas.....Esperee verá!
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 23:58
RESPOSTA A UMAVERBORREIA
1- Sem dúvida , estamos de acordo
2- Ai, ai! Eu pedi algo de concreto e definido...deu-lhe a volta, não vale....kkkkk!
3- Ganância...ARGHHH! Mas há pior, há pior....acredite
De mochovelho a 1 de Julho de 2008 às 00:04
RESPOSTAA DIAS_DESCONTINUADOS
1- Encara o suícidio como o fim natural do percurso de alguns.... nâo se pode negar isso. Parece-me que tem uma visão fatalista sobre o assunto...acertei???
2- Como em outros comentários acho que a resposta é demasiado genérica em vez de concreta.
3- É realmente horrível , mas eu consigo pensar em algo pior
De samsara a 1 de Julho de 2008 às 12:21
1 - Sem dúvida os lobies, salta à vista
2 - Essa é uma pergunta machista, claro que deviam exercer cargos políticos.
3 - Estás a provocar! Não respondo a esta e pergunto, os homens vão continuar a substimar as mulheres? Não é uma atitude muito inteligente a meu ver.
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 13:36
Samsara.
Porque será que quando vão a eleições, sendo as mulheres a maioria, não conseguem ser eleitas. Mas o que eu gostava mesmo de discutir era se achas que as mulheres querem ser as protagonistas. Se podemos, de algum modo estar no limiar de um virar de página. A mulher que sempre manobrou de dentro do sistema, mas do lado de fora, ser ela própria e não já o homem, a protagonista.
Quantas vezes terás agido sem pensar.? Mas o significado desta expressão, não é o que pode parecer.
É comum referir a generalidade das pessoas, como sendo o homem. O geral é masculino.
Dentro da minha maneira de ver o mundo, esta generalidade não faz sentido. Quem manda, quem governa a casa, o lugar a cidade, a empresa, a escola, o governo e os lobbies, é a mulher. Logo, eu ter colocado : a mulher também pensa? como sendo um todo que começa nela e me permito dizer que nem sempre pensa. E pensar aqui como eu entendo o acto de pensar, interiorizar-se em e de si, reflexionar-se e exteriorizar-se pensando. Logo, os lobbies não seriam uma fatalidade. A mulher teria o seu papel dirigente como lhe compete.
Consegui merecer resposta?
De samsara a 1 de Julho de 2008 às 17:02
Isso que dizes não verdade e a história demonstra-o, não é no entanto a maioria, tem sido um longo caminho e haverá ainda muito a percorrer, para libertar o preconceito de ter uma mulher no poder. Eu sou Engenheira Civil de Produção, um cargo antes exercido só por homens. A maior parte das vezes nem sequer tenho casa de banho para ir, há 10 anos era mais complicado, hoje é melhor. Uma mulher entre homens, foi o que sempre fui e a maior parte das vezes dirigia pessoas mais velhas do que eu. Temos uma forma diferente de trabalhar, os homens e as mulheres não estão ainda preparados para isso na generalidade.
Em relação à 3ª questão continua a não merecer resposta, para mim a pergunta não está bem formulada e o teu esclarecimento não está claro, deves reformular simplesmente se queres que responda, senão amigos na mesma.
Bjs.

De NEOABJECCIONISMO a 2 de Julho de 2008 às 11:29
Samsra.
E hoje?...
Bjs...
De samsara a 2 de Julho de 2008 às 13:52
Neo, hoje está um belo dia de sol, calor como eu gosto, um pouco de pó na obra, mas já estou habituada.
Bjs.
De Lala a 1 de Julho de 2008 às 14:43
Olá.
Vim responder a essas perguntas tão pertinentes.

1- Axo k kem governa são os lobies.
2- Axo k deveriam exercer, se calhar as coisas não estariam no estado em k estão.
3- Claro k pensamos, só k mts vezes não nos damos ao trabalho de revelar os nossos pensamentos.

Bjinhos.

Lala
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 17:09
Olá Lala. Aqui toca-me a resposta, ou os comentários ao teu comentário. Vieste desiludida das festas entraste de rompante e nem reparaste que trocámos isto tudo. Quisemos fazer uma experiência. No outro lado quem responde é o mochovelho ,não deixes de fazer uma visitinha, tem palavras de fazer pensar e rir, pensando.
1 - Imagina que as pessoas de fora dos lóbbies, quase todos nós, nos organizávamos por ramo de actividade, nos constituíamos sós ou em grupos como empresas de prestação de serviços, abarcando todos os ramos da actividade humana. E que cada sector se constituía como lobbie. Seria um confronto entre lobbies pela execução das tarefas. Seria como combater o fogo com o fogo. Isto faz algum sentido para ti, amiga?
2 - Deviam exercer, mas vê tu própria. Lá em casa tu é que mandas e dispões a organização familiar, mas em público deixas transparecer que é o teu marido quem manda. Em que ficamos?
3 - Não achas importante dar a conhecer o que pensamos? Tentar alterar. Ser parte num processo de desenvolvimento?
Beijos.
De Lala a 2 de Julho de 2008 às 14:34
Olá Neo.
Devemos expressar as nossas ideias, mas nem sempre os outros estão dispostos a toma-las como válidas e pertinentes, e isso desmotiva.
kanto ao mandar, é como diz um ditado antigo, "Na casa manda ela, mas nela mando eu."
Kanto aos lobies, é td mt confuso, mta gente a kerer mandar ao mesmo tempo.
Bjinhos.
Adorei a brincadeira

Comentar post

mais sobre mim


ver perfil

. 1 seguidor

pesquisar

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

AS APLICAÇOES PRÁTICAS D...

DESCRIMINAÇÃO

VIVA A BADERNA

HAVERÁ TERCEIRA VIA??

Há terceira via??????

O PADROEIRO

EMÉTICO

ACUDAM !!!!!

...

BIBA!BIBA!BIBA!

TERRORISMO E PRESERVATIVO...

A CRISE

DISCIPLINA

O QUE SERÁ?

O REGRESSO DOS ABUTRES

O IMOBILIÁRIO

A CRISE

QUE TAL....

Aonde vamos????

DUARTE de ALMEIDA

arquivos

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links

blogs SAPO

subscrever feeds