Domingo, 29 de Junho de 2008

DESAFIO A DOIS TECLADOS.....

                          DESAFIO

Eu Mochovelho e o Neoabjeccionismo lançamos um desafio a todos, todas, nossos amigos e amigas, ou a quem nos visitar, que ache interessante responder de si ás seis questões pertinentes colocadas por nós. E em que os comentários podem ser cruzados por entre todos os intervenientes.

 Três destas questões, as colocadas pelo, Neoabjeccionismo ,serão editadas neste blog. As três outras, colocadas por eu próprio, serão colocadas no blog do Neoabjeccionismo.( http://neoabjeccionismo.blogs.sapo.pt/

 

Esperamos a vossa participação com a alegria que vos, nos é própria, e aqui estão as questões do Neoabjeccionista:

 

                            DESAFIO

1-São os governos  que governam os povos ou os lobies da economia global?....................................

2-As mulheres deviam exercer cargos de liderança politica, ou manterem-se nos bastidores?..............

3-As mulheres também pensam?..............................

 

 E aqui temos, este singelo desafio que tem o mérito , todavia de fazer com que as pessoas se interroguem a si próprias acerca de questões polémicas. Desde já muito obrigado pela vossa colaboração.

( nota: acho que podem responder mantendo o anonimato se assim o desejarem.....)

 

 

publicado por mochovelho às 19:10
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

A BRINCAR ...SEM PECAR

         A BRINCAR ..... SEM PECAR

 

    A propósito de eu ter falado da relativização do valor da vida, alguém “provocou”, perguntando o que eu queria dizer com isso....Eu faria muito melhor em estar calado e não me sucediam coisas destas...Por alguma razão o povo diz que o silêncio é de ouro. Quem ler isto identifica perfeitamente a quem respondo, não é preciso dizer o nome do provocador.... Mas vamos lá á ingrata tarefa.

     Para preparação de uma resposta que gere compreensão da minha posição, sugiro a leitura prévia do meu post ” PILULA FINAL”, mas, e para além disso, todos sabemos mais ou menos que a vida tem sido considerada nos “areópagos do cinismo” internacional como um bem, um direito, um valor absoluto. Depois do discurso, é sabido que estes senhores levantam as nádegas dos seus fofos assentos e vão para os seus gabinetes tomar decisões que matam rápida ou lentamente milhões de pessoas... Para quem segue minimamente os acontecimentos mundiais, falar disto é uma espécie de redundância,... fiquemos por aqui.

     Consideremos antes os fazedores e propagandistas do politicamente correcto, da ética oficial. Também eles consideram a vida algo de absoluto não “relativizável”. Assim, a vida de qualquer pessoa vale o mesmo que a de qualquer outra, e isto é um dogma inultrapassável. Conta-se a história, que não sei se é verdadeira, que, tendo alguém perguntado ao Papa se, num parto fosse necessário escolher entre salvar a vida da mãe ou do nascituro, por qual se deveria optar. O Papa respondeu: Salvem os dois. Não sei nem interessa se a história é verdadeira, o que interessa é que este modo de ver as coisas tem sido propalado pelos media e absorvido pelos bem intencionados do mundo ocidental e cristão.......Uma vida não é trocável por outra....nem pensar.....

    A história que conto a seguir resulta do naufrágio de um grande navio, do qual sobreviveram apenas dois homens: um era um médico, grande cientista, director de um programa de pesquisa contra o cancro de que muito se esperava.... O outro, um conhecido barão da droga, comandante de gangs de traficantes e assassinos, que apenas estava em liberdade por inoperância dos poderes judiciais. Nessa altura eu era chefe de uma equipa de salvamento marítimo, constituída por um helicóptero devidamente equipado para estes casos e com a respectiva tripulação de especialistas. As ordens e decisões cabiam-me a mim, toda a responsabilidade me estava atribuída. Fomos mandados para o local do naufrágio com a missão de salvar aqueles dois náufragos. Quase chegados ao ponto do desastre verificamos que os náufragos estavam bastante afastados um do outro e o meu piloto disse-me:

    “Com o mar a esta temperatura morrem por hipotermia em dez minutos. Vamos levar cinco minutos a chegar lá e colocarmo-nos em posição e mais cinco minutos a proceder á operação de resgate da água.....Salvar um significa condenar o outro.... O que é que faço, vou para o lado do médico ou para o lado do gangster? Preciso da resposta em menos de um minuto...senão.... nada a fazer”

     Eu tinha um minuto para pensar, segundo a ética vigente e os valores propalados. Ao fim de um minuto tomei a decisão e disse ao piloto:

  “ Está decidido, volta para trás, deixa-os aí aos dois, volta para a base”

E nessa noite dormi descansado e contente, não tinha cometido o pecado de trocar uma vida por outra, não tinha relativizado.... Para mim eram ambas valores absolutos .  

 

publicado por mochovelho às 22:04
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

A MULHER MODERNA III

       A MULHER MODERNA III

 

    Estou arrependido de ter iniciado esta trilogia de mal dizer, mas o orgulho, o maldito, obriga-me a acabar a tarefa.

 

    Esperava uma muito maior participação da mulher dos nossos tempos na vida pública, uma intervenção na “re publica”, que estivesse de acordo com:

 

  • O seu inegável cocktail de inteligência e sensibilidade
  • A sua expressão demográfica
  • A sua preponderância cultural

 

    Se os dois primeiros pontos me parecem inquestionáveis, talvez o terceiro precise de ligeira explicação, explicação que vou afinal pôr sob a forma de pergunta: Sabem qual é a percentagem de frequência feminina nas universidades? E há quanto tempo essa frequência já ultrapassa sistematicamente a masculina??? Talvez ainda não tenha decorrido tempo suficiente para os “ velhos do poder” se irem embora, e, portanto a dominância ainda é masculina, mas.....temos hoje uma população feminina culta, que não existia há umas décadas atrás.

    Todavia, não vejo essa população feminina culta interessar-se pela vida pública....curiosamente é mais fácil encontrar uma mulher com a quarta classe ou menos numa manifestação qualquer do que uma licenciada a tomar iniciativas de afirmação política.....PORQUÊ??? Isso da política é chato e elas estão muito bem como estão??? Ou o homem conseguiu, em Portugal, estabelecer uma barreira invisível????. Ou isso da política é demasiado sujo para as suas delicadas mãos??? Não sei... talvez cada uma tenha as suas razões.....Não é que eu queira uma população de Golda(s) Meir ou Margarette(s) Tatcher, mas acho que a participação da mulher nas coisas públicas não está de modo nenhum de acordo com a sua actual condição e ambições....ou não tem ambições de poder???

(pode bem acontecer....)

    No governo de Zapatero, o número de ministras excede o de ministros..... mas não acredito que Zapatero tenha ido buscar umas  “fulanas quaisquer”, ( desculpem a vulgaridade da  linguagem...), mas sim mulheres talhadas pelo seu passado e vivência , para as tarefas de governação.

Gostaria de ver a mesma coisa em Portugal.....Quando disse á minha filha para se interessar pela política, (ela até tem boas condições...), ela reagiu como se eu lhe estivesse a propor uma imundice...Talvez o seja agora, por isso mesmo era importante uma boa limpeza feminina.....Mas tenho mais esperança na minha netinha que tem três anos e um mês....porquê? Ela acabou de entrar pelo escritório dentro, viu que eu estava a escrever e disse-me impecavelmente, de dedo indicador no ar: Vovô, agora estás a escrever, mas quando acabares eu tenho que vir aqui falar contigo.....!?!?!?!?. E aqui estou, á espera, sinceramente apreensivo.

 

     QUE AS MULHERES ME PERDOEM ESTA SÉRIE DE DISPARATES SOBRE ELAS, MAS BEM SABEM:

 QUERE-SE SEMPRE MAIS DE QUEM SE GOSTA MAIS   

 

publicado por mochovelho às 18:34
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

As minhas QUALIDADES.... AH!AH!AH!AH!

    Por observação do Neoabjecionista, que me diz que o desafio era responder ás questões postas por Sunshine e não a outras escolhidas por nós, vou repetir o exercício, sabendo que me vou sair bastante mal.

 Ora vejamos, ( e dirijo-me a Sunshine e Neoabjecionista)..

 

    Sensibilidade - Não devo ser tão sensível como se acusam a maioria dos comentaristas que leram os vossos posts.... sei isto, porque ainda não me suicidei e ainda não estou numa “casa de repouso para gente especial, com possantes enfermeiros”.......

   

    Tranquilidade - Sou naturalmente intranquilo, nada tenho para oferecer neste campo. Mesmo quando pareço tranquilo é só resultado de um esforço em prol de aparências necessárias.....

 

    Racionalidade - Uso e abuso.....tenho um espírito matemático e sirvo-me da razão para tudo quanto devo e , infelizmente até para aquilo que não devo, onde a razão não tem lugar nem é chamada...

 

   Transparência -  Acho que só quem me observa continuadamente pode responder a isso, mas há algo que posso dizer, se por acaso serve: Não procuro esconder o que sou....

 

   Sonhador - Sem dúvida...o que é um homem sem sonhos ??? Um homem nunca deixa de ter sonhos até morrer, a criança que há dentro dele, persiste, seja esse sonho uma princesa ou uma viagem pelas estrelas, (ou um monte de dinheiro...KKKK!).

 

   Lealdade - Sempre e toda, desde que não seja confundida com fidelidade, pois essa é para os cães

 

publicado por mochovelho às 22:32
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

AS MINHAS QUALIDADES....LOL

 AS MINHAS CARACTERÍSTICAS    FUNDAMENTAIS

 

        Resposta a um desafio de Sunshine.

 

    Ao contrário do que fez o nosso amigo Neoabjecionista, que pegou nas características enunciadas por Sunshine e disse qual o seu comportamento nesses aspectos, eu vou enumerar características próprias, escolhidas por mim. Chamo porém a atenção, que o que digo resulta de uma análise própria, portanto com pouco valor....Mas que posso fazer....eu não tenho psiquiatra......Vamos lá ás características:

 

   Racionalismo exacerbado--- Tento racionalizar o irracionalizável. Isso levou-me a ter uma péssima opinião sobre a natureza humana, mas cheguei a essa situação através da análise de mim próprio... não me excluo, não me ponho acima. Além de racionalizar relativizo. Por exemplo , a vida humana não é para mim um valor absoluto.

 

   Temperamento --- Contrariando o problema anterior, e para tornar a minha vida mais difícil, tenho uma reacção violenta, mortal se fosse possível, ás injustiças e abusos deste mundo... o meu sangue ferve. (Há aqui um aspecto sentimental que me enerva bastante....mas, que hei-de fazer????)........

 

   Obsessão pela ética --- Talvez nem sempre pela ética dos “fazedores do politicamente correcto”, mas mais pela ética, que foi erradamente inculcada no meu espírito pela minha mãe. (Mães do mundo, isso não é modo de ensinar um filho a defender-se dos tubarões neste charco do universo!!!!!).

 

   Orgulho desmesurado --- Incapacidade de engolir elefantes, mesmo quando são cor de rosa. Não sei se é defeito se é qualidade... só sei que se não minto é por causa da educação que recebi, e porque tenho a ideia que a mentira é uma arma de cobardes...fica-me mal. No fundo, não minto por uma questão de orgulho. Ou seja é uma “qualidade” que nasce de um defeito....(KKKK!)...Ou não????

 

   E Agora? O que vão fazer? Deixar de ler o que eu escrevo? Com uma personalidade destas tenho que admitir e aceitar isso....Mas, respondendo ao desafio o que podia eu fazer: mentir?!?! Não sou capaz....(pelo menos de propósito.....KKKK)

 

 

Bem... o próximo post acabará com a "trilogia" da MULHER MODERNA... Vou tentar criticar a inserção da mulher em certos aspectos da vida socioeconómica e política, no caso português....Claro que vou dizer mal... mas eu avisei que só ia falar dos aspectos que me desagradam....( são uma pequena parte do resto.)

 

publicado por mochovelho às 13:07
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

A MULHER MODERNA II

          A MULHER MODERNA II

 

  Já deixei bem clara a minha admiração pela minha parceira biológica em escritos anteriores. Poderá julgar-se, que, por ter descrito a mulher típica de um passado de injustiças e sofrimentos, quantas vezes inúteis, a minha faceta de admirador da mulher tem um cariz essencialmente conservador....NADA MAIS ERRADO. Essa ideia pode ainda ter saído reforçada pelo meu post anterior, mas o tom “critico “ que lhe querem descobrir, a existir, teria completa justificação, pois há muitas mulheres e muitos comportamentos diferentes, não podemos meter tudo no mesmo saco. Não o disse no MULHER MODERNA I, mas digo-o neste:              

  Quero  falar, nesta pequena série em três episódios de aspectos que acho menos bons, que acho que temos que corrigir, como por exemplo a ideia que uma larga percentagem de mulheres mais jovens fazem da liberdade pessoal e emancipação..... Estou a referir-me ás jovens mulheres que acham que atingem a total emancipação quando conseguem finalmente copiar todos os defeitos do homem comum..... Copiar o homem já não lembra ao diabo...ainda por cima só nos defeitos conduz ao desastre completo.

  Homem e mulher são diferentes e assim devem permanecer para se complementarem, e fazerem juntos o melhor possível. Se insistem em ser iguais muito se perde! ..... Iguais? Só nos direitos! Sobre este assunto falei uma vez com um fulano a quem expressei esta opinião.....Ele disse-me que não concordava comigo; segundo ele os defeitos eram os mesmos do homem e já lá estavam... o que aconteceu é que encontraram a liberdade necessária para se manifestarem. Será assim? Pode ser que sim, ao fim ao cabo, a natureza é a mesma, mas confesso que nada posso afirmar sobre isto. Fica uma interrogação. Espero a vossa opinião.

 

   A propósito de muito desse comportamento, a mulher moderna não se apercebe de quanto foi e é influenciada por manobras masculinas... ( isto sem a mania da conspiração), através de todos os meios de comunicação, desde o cinema e TV , até ás “revistas cor de rosa”. Sob o ponto de vista masculino, a acessibilidade da mulher e o seu desprendimento, dispensando compromissos é “vantajoso”. É portanto necessário e útil convencê-la que o que antigamente se chamava promiscuidade hoje é apenas liberdade sexual....KKKK!.... e mostrá-lo ás carradas! Podemos dizer que temos grande número de mulheres á frente dos media que veiculam essa ideia...são trabalhadoras contratadas pelos magnatas da comunicação. Outro exemplo é a descoberta do “mercado mulher”.Mais uma vez a mulher está escravizada, mas de um modo muito sofisticado, através da moda. Montes de dinheiro, montes de desejos, montes de comportamentos menos próprios....Há quem se prostitua para comprar uma carteira Louis Vuitton, ( é assim, o nome do estilista...?)

   Eu disse que ia apenas falar do que me desagrada, e portanto não podemos esperar poesia e madrigais....desculpem!

 

publicado por mochovelho às 20:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

MULHER MODERNA

      Disse que ia escrever qualquer coisa sobre a mulher moderna, sobre a mulher livre e emancipada..... Ocorrem-me me uma série de coisas sobre este assunto mas, a que mais se evidencia é o velho provérbio: “ Pela boca morre o peixe”.

Vou fazer isto aos poucos, uma golada de gasolina sobre fogo bem ateado de cada vez, a ver se não me queimo muito. Por isso hoje temos apenas

                          MULHER MODERNA I

     A minha admiração pelo papel, mesmo silencioso ou silenciado que a mulher teve ao longo da história é enorme, desde a camponesa á rainha, e a maneira como foi tratada indigna-me. Hoje, felizmente, as coisas não estando ainda boas já não estão tão más........mas há conflitos latentes na vivência social por ambas as metades da mesma coisa pois ainda não se adaptaram a uma nova ordem, a novos valores.

    João X, muito mais novo que eu, é um individuo fadado para o êxito. Licenciou-se, formou a sua própria empresa. Casou com Maria Y, também licenciada, desembaraçada, bonita e inteligente, trabalhando numa grande agência de marketing.

    Encontrei recentemente João num café. Pareceu-me abatido e perguntei como iam as coisas. Soube com prazer, que já tinha dois filhotes pequenos... Perguntei então como estava a Maria e ele respondeu: Bastante bem, mas eu ando muito cansado!...????... É que tenho que trabalhar muito para comprar o emprego da Maria! Mas ela agora trabalha na sua empresa, é?.... disse eu sem perceber. Não! Trabalha na agência onde sempre trabalhou! Então porque diz isso? Olhe Sequeira, temos dois filhos pequeninos, ambos num infantário privado...só isso leva metade do ordenado liquido que a Maria aufere. Claro que temos que ter empregada, que vai todos os dias da semana lá a casa,.... e ganham a 9 € á hora.....A Maria vai de carro para o emprego... o carro está pago mas a gasolina não, não é verdade...e é longe? E depois o telemóvel, as roupas, ( ela é obrigada a apresentar-se bem vestida e cuidada, por razões profissionais), isto e aquilo.... O ordenado da Maria não chega para cobrir metade das despesas que resultam do facto de estar empregada. Claro que tenho de trabalhar o dobro, porque como eu disse além das despesas normais da casa e minhas tenho DE COMPRAR O EMPREGO DA MINHA MULHER!   

   Estive para dizer ao João que o trabalho tem outras funções e compensações além de ganhar dinheiro e que a mulher dele tinha tanto direito de se realizar profissionalmente como ele..... e ainda mais....., que já se verificavam situações no estrangeiro, em que a mulher trabalhava fora e o marido ficava em casa a cuidar dos filhos. Mas o João estava tão abatido que resolvi poupá-lo a este discurso “politicamente correcto”.

 

   ( Perante o que reservo para a MULHER MODERNA II e III este I não correu mal de todo....... )

 

publicado por mochovelho às 17:08
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Domingo, 15 de Junho de 2008

MULHER

              

     

 

 

 

 

            

          Tenho pela mulher uma consideração muito especial....posso dizer que Gosto da Mulher, (o que é muito diferente de “Gostar de Mulheres”, como devem saber). Sendo hetero convicto e contente gostar da mulher pode parecer desvalorizado por esse facto, mas eu gosto muito para além das minhas conveniências e prazeres. Gosto da pessoa, do ser humano e do seu papel social.

        Escravizada provavelmente desde o “elo perdido”, diabolizada e perseguida pelas religiões, e mesmo nestes tempos de racionalismo, sujeita a descriminações declaradas ou subtis, a mulher é uma resistente nata á nossa estupidez.

        Desde muito cedo, na minha vida, me apercebi que a mulher era capaz de uma entrega, de um espírito de sacrifício, de uma capacidade de sofrimento capaz de envergonhar qualquer homem.

       Vamos olhar para o que nos rodeia: quem é capaz de ir trabalhar para uma fábrica por um salário de miséria, (que, apesar de tudo, tão necessário é á economia de muitas famílias)? Quem é capaz de chegar a casa, depois do trabalho e continuar, continuar sempre o esforço, tratar da casa, do homem e dos filhos? E quantas vezes fazer isso sob maus-tratos e incompreensões?

       Quem é a primeira a privar-se para que os outros possam ter? 

     São o homem e a mulher, juntos, que criam a vida, mas é a mulher que a mantém, penso que não restem dúvidas sobre isso......

 

         Ás vezes, meto-me no meu carro e percorro alguns caminhos do interior deste país. Se passo por uma pequena aldeia, sem muitas casas novas de estilo alpino, paro, desço, e dou uma volta...até encontrar, sentada num balcão, ou numa escada de pedra, uma mulher de cabelos brancos, olhos embaciados e rosto lavrado de profundos vales. Paro e olho, sem insistência, mas penso que estou a ver uma vida... e que vida.... 70, 80 anos de trabalho, de aturar violências masculinas, de cuidar de filhos e depois de netos, e sempre, sempre, com a enxada ou a foice na mão para ajudar á subsistência..... e então vejo a plena beleza da mulher naquele rosto que não é para todos os olhos!

 

        Louvo a Mulher pelo que sempre foi e pelo que ainda é, especialmente neste país atrasado e de atrasados, e espero que o tempo lhe traga o alívio e a reparação das injustiças de que tem sido alvo.   

 

 

   

         

 

 

 

publicado por mochovelho às 20:42
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
Sábado, 14 de Junho de 2008

...

     Não sei o que hei-de dizer.... hoje sinto-me dominado por “pequenices” (com “c” ou dois “ss”????..Ai,ai!).

           E, Porque hoje é Sábado:

   Neste pequeno escritório, deste apartamento classe média baixa em Carcavelos, fui sobressaltado por um terrível e assíncrono rufar de tambores...fui ver....Era a neve....???( desculpem isto é de outra história), era uma “fanfarra tamboreira dos bombeiros” ..... Portanto nada de especial! Passados alguns minutos, já o som se tinha diluído na distância, quando volta á mesma intensidade e “música”. Fui ver.... era a tal fanfarra....Mas como era possível,...???? Não teriam tido tempo de dar a volta e passar pelo mesmo local?!?!

     Então a minha mulher chamou-me a atenção que não era a mesma fanfarra, mas sim outra, de outra corporação de bombeiros... Havia uma concentração de fanfarras em Carcavelos e , durante cerca de 2 horas  ouvi mais de ?? fanfarras...... Hummmm...., nada mau para começar o Sábado do meu Contentamento....

( Há instantes a Lucha entrou no escritório, queixou-se do frio, aproveitou e deu uma “ bicada” , como ela diz , no meu uísque. Fez uma careta e disse que não prestava. Sinceramente, custa-me a perceber que uma mulher que em 99.9999% dos casos só bebe água, quando prova um uísque é capaz de dizer se é novo ou velho sem falhar.... Segredos de mulher??)

 

  No parágrafo anterior referi-me á Lucha queixar-se do frio. Em detrimento de uma instalação fixa de condicionamento de ar, uma para o escritório, outra para o nosso quarto e outra para a sala de “combate", como a minha mulher lhe chama, (pois pouco frequentamos a sala maior se estivermos sós ou com amigos, amigos mesmo),... mas perdi-me, voltemos á vaca fria:  tive de comprar um ar condicionado portátil para o escritório, porque a Lucha não conseguia imaginar um “mastronço pregado na parede”.  Portanto andamos com um “mastronço que assenta no chão,  para cima e para baixo” quando começa o verão e acaba o outono, ( o que hoje em dia são ocasiões muito difíceis de identificar). Portanto a Lucha começa a ceder, ligeiramente, aos poucos, ao facto de termos ar condicionado do tipo split, no nosso quarto e na saleta, fixo e constante,.... hummm....!!!!

  Hoje é mesmo o dia da Lucha... ( já agora , todos os dias são dias da Lucha , embora ela se queixe, mas isso é porque é uma perfeccionista e está convencida que o marido tem que ser santo perfeito...KKKKK). Há bocado a Lucha apareceu-me á porta do escritório com um braçado de magníficos casacos que vesti, talvez, não mais de três vezes, e agora não me servem, e juntou-lhe pelo menos seis pares de calças, mais uma dúzia de camisas..... “ E agora, o que é que eu faço a isto,...????? Tu não paras de engordar para a frente!!!” Bem, (disse eu engolindo a humilhação), o melhor é dar isso a quem precisar, se lhe servir..... Ela respondeu-me:  “ Está aqui muito dinheiro não usado. Vê aí na Internet se há lojas que comprem roupa usada? OK ! Vamos ver isso, estou curioso. E foi deste modo que descobri o segredo de muitas “tias” de Cascais...... A net está cheia de anúncios de lojas de compra e venda de roupas usadas na zona de Cascais... vendem Dior, Versace, etc, usados.  Estou mesmo a ver, numa daquelas festas  do trash-set, a Lili Chávenas a dizer para a Tété Copos:

---Mas que bem que lhe fica esse meu modelo Versace do ano passado!

---Obrigado querida! Pena que você tivesse que o vender para poder mandar lavar o “soutien”.......

 

publicado por mochovelho às 22:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

ESCOVA "de" CÃO ou ESCOVA "do" CÃO????

          A ESCOVA "DO" CÃO OU “DE” CÃO

 

          Sempre me penteei usando uma escova, e não um pente.... Pente é coisa que não uso e não tenho.

          A penúltima escova que tive foi uma comprada pela minha mulher não sei bem onde, mas que era muito boa, ergonómica, com a pega e estrutura a imitar tartaruga, de pelo muito cerrado e com a consistência ideal...nem muito duro nem muito macio. Mas, como tudo que é bom, não é suficientemente bom para durar eternamente,...e a escova caiu ao chão e partiu -se.

          Dado que embirro com pentes, perguntei á minha mulher se podia usar uma das escovas dela. Sem disfarçar a sua contrariedade ela lá aquiesceu, mas foi dizendo que tratasse de comprar uma para mim. Nem precisava de dizer isso....as escovas de cabelo das senhoras são autênticos instrumentos de tortura.....agressivos arames muito espaçados entre si, que, mesmo tendo bolinhas na ponta, (nem sempre), só serviam para me arranhar a cabeça e deixar o cabelo em pé, na mesma.

           Isto acelerou notoriamente a minha procura por uma escova decente, mas, parece que não há escovas com pelo macio e bem fechado.....são tudo instrumentos de tortura como os que já tinha em casa.

           Foi então que nestas deambulações á procura da escovagraal, parei na montra de uma pet shop e vi-a, a ESCOVA, a TAL!!!! Entrei e comprei-a. É uma escova de estrutura de madeira, com dois lados: de um lado é de borracha com aqueles arames duros que já descrevi, e do outro, uma escova normal de pelo cerrado e semiduro, semimacio....Óptimo!

            Cheguei a casa e mostrei a escova á minha mulher. Ela fez um trejeito e perguntou onde tinha eu comprado o artefacto. Quando lhe disse que tinha sido numa petshop, ela quase gritou: MAS ISTO É UMA ESCOVA DE CÃO!!!! Pois é, mas eu já a experimentei e para mim tem a dureza ideal ( do lado do pelo, claro..).... ENTÃO NÃO HAVIA ESCOVAS PARA PESSOAS NAS LOJAS DE COSMÉTICOS????? Destas não......!

             E assim ficámos, eu feliz e ela abanando a cabeça, até que a minha filha e o meu genro nos vieram visitar....Aí , a minha mulher não pôde deixar de dar a noticia , que eu me penteava com uma escova de cão.......

      Gargalhada geral e visita guiada á escova.....

             Fazem-me destas e depois não querem que eu tenha um complexo de superioridade.....KKKKK!

 

publicado por mochovelho às 15:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 8 de Junho de 2008

TUDO BEM?????

Ando afastado da escrita, para bem estar das pessoas de bom gosto e bom senso, mas, acabo por não resistir a esta catarse.

Esta semana ouvi duas expressões que poderão não ser novas ,mas, que me lembre, ouvi-as pela primeira vez:

 

1ª: As dores passam, mas as cicatrizes ficam.

Corrigir a sabedoria popular pode ser um grande disparate, mas não resisto e proponho antes:

    “ As dores podem passar, mas as cicatrizes ficam”

porque é verdade,... As dores á vezes não passam, e, quando as julgamos passadas, olhamos para as cicatrizes e voltamos a vivê-las. A memória não é só para as coisas boas, antes pelo contrário, mais facilmente relembramos uma dor que uma gargalhada.

 

2ª- Quando há necessidade, o pão nunca é duro

 Eis aqui uma boa frase para ir dizendo aos portugueses para que se habituem. Mas a minha grande interrogação e desesperança é se haverá pão duro para todos.

 

publicado por mochovelho às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

mais sobre mim


ver perfil

. 1 seguidor

pesquisar

Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

AS APLICAÇOES PRÁTICAS D...

DESCRIMINAÇÃO

VIVA A BADERNA

HAVERÁ TERCEIRA VIA??

Há terceira via??????

O PADROEIRO

EMÉTICO

ACUDAM !!!!!

...

BIBA!BIBA!BIBA!

TERRORISMO E PRESERVATIVO...

A CRISE

DISCIPLINA

O QUE SERÁ?

O REGRESSO DOS ABUTRES

O IMOBILIÁRIO

A CRISE

QUE TAL....

Aonde vamos????

DUARTE de ALMEIDA

arquivos

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

links

blogs SAPO

subscrever feeds